Páginas

domingo, 26 de maio de 2019

Parabéns para nós


Caicó(RN), 26 de maio de 2019

Cachaceiros do Brasil e do mundo, hoje é dia de beber pra juntar menino!

É que o blogue Bar de Ferreirinha - o mais escroto da internet desde 26 de maio de 2009 - está completando uma década de vida nesta data.
Há exatos 10 anos esta bagaça entrou no ar para preparar a festa de 50 anos de fundação do Bar de Ferreirinha físico, fundado em 26 de julho de 1959 por Vicente Ferreira de Morais, o querido Comendador Ferreirinha, na época localizado à Rua Otávio Lamartine, 726, hoje, G & G Frutaria.
Pois bem: nos dois meses que antecederam a festa, a novidade se espalhou pelos quatro cantos do mundo, e os bêbados graduados no Bar de Ferreirinha passaram a tomar cachaça virtualmente.
Como? Acessando o blogue na Baixa da Égua, passando pela Casa do Caralho, entrando nos EUA, Europa, Ásia, África e polos Norte e Sul, Timbaúba dos Batistas, São Paulo, Recife, Porto Alegre, Manaus, o escambau.
É que o povo de Caicó, tal como barata, está em todo lugar do mundo!
Quando os editores (ir)responsáveis anunciaram o fim do blogue, depois da Festa dos 50 Anos do Bar de Ferreirinha, receberam quase 1 bilhão e 600 milhões de e-mails, exigindo a continuação do espaço anárquico-etílico-virtual e politicamente incorreto, que atazana a vida da família brasileira, das beatas, virgens, dos donzelos punheteiros, viados e sapatões desde então.
E faltando apenas dois meses para as comemorações dos 60 anos do Bar de Ferreirinha, cá estamos, cada vez mais escrotos e desbocados, dando risada da putaria reinante nu Caicó, nu Rio Grande do Norte, nu Brasil e nu mundo.
Vida longa ao Bar de Ferreirinha!


Roberto e Pituleira
Editores (ir)responsáveis

8 comentários:

  1. Esse blog tá cada vez melhor. Vida longa a ele e parabéns aos editores.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns ao idealizadores do blog.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns ao idealizadores do blog.

    ResponderExcluir
  4. José Alberto Brito - Bidecodomingo, 26 maio, 2019

    Neste Bar de Ferreirinha
    Muita coisa aconteceu
    Vi "bebo" cagar nas calças
    Vi peido que não fedeu
    E ainda nessa rota
    Até já vi uma foda
    Pois um "bebo" se fudeu!

    Foi nesse templo etílico
    Isso preciso contar
    Que o seu Chico Medeiros
    Frequentador lá do bar
    Que nunca levou um baque
    Bebeu pitu com conhaque
    Tira gosto de lascar.

    O balcão não era grande
    Sempre tinha mesa fora
    A famosa saideira
    Pedida pra ir embora
    Não se botava uma vez
    E ao gosto do freguês
    Era mais uma lorota.

    Roberto e Pituleira
    Quero parabenizar
    Com muita sabedoria
    Souberam imortalizar
    E o Bar de Ferreirinha
    Pode pedir geladinha
    Você vai saborear!

    Parabéns para todos que conhecem! Para aqueles que ainda não conhecem, "Todo ano tem... uma festa famosa na região... É a festa de Santana, padroeira do sertão!
    E no Bar de Ferreirinha.

    Um abraço,

    Bideco/Brasília-DF

    ResponderExcluir
  5. Vivo longe, tão-tão distante, do Bar do Ferreirinha. Seria que vivo mesmo? Nada, nada, bebo uma leroada aí todos os dias através da imaginação. Parabéns aos editores do Blog. Devo dizer parabéns, os bens para ou pagam bem quando bebem? Abraços.

    ResponderExcluir
  6. Parabéns.... vamos mais déizzzz.... como diz o homem das escolas de samba. Antonio - Pelotas - RS

    ResponderExcluir
  7. Quinzinho de Godofredo
    Frequentava bem o Bar
    Quase Sempre ao sábado
    Eu estava a lhe chamar
    Era uma Bebedeira
    Depois de fazer a feira
    Não queria mais parar

    Eu era ainda criança
    Muito fácil de enrolar
    Falava mamãe chamou
    Pra o senhor almoçar
    Ele dizia Ferreirinha
    Me bota uma chamadinha
    E pro menino Guaraná

    Crescido ainda bebi
    No estimado lugar
    Uma marca de Caicó
    Que num vai se apagar
    Me lembro bem o balcão
    E da porta do salão
    Que nunca podia entrar

    Caicó, 27/05/2019

    ResponderExcluir
  8. Quinzinho de Godofredo
    Frequentava bem o Bar
    Quase Sempre ao sábado
    Eu estava a lhe chamar
    Era uma Bebedeira
    Depois de fazer a feira
    Não queria mais parar

    Eu era ainda criança
    Muito fácil de enrolar
    Falava mamãe chamou
    Pra o senhor almoçar
    Ele dizia Ferreirinha
    Me bota uma chamadinha
    E pro menino Guaraná

    Crescido ainda bebi
    No estimado lugar
    Uma marca de Caicó
    Que num vai se apagar
    Me lembro bem o balcão
    E da porta do salão
    Que nunca podia entrar

    Caicó, 27/05/2019

    ResponderExcluir