Páginas

sábado, 20 de janeiro de 2018

Se ligue




GILSON VARIEDADES


Internet

Imagens engraçadas - Para conseguir seguidores


Dentadas

A TRAGÉDIA DA VIDA É QUE FICAMOS VELHOS CEDO DEMAIS, E SÁBIOS TARDE DEMAIS.
CACO DENTÃO

Milagre

Imagens engraçadas - Sexo aos 90 anos


Discussão conjugal

Esposa:
- Você se casou comigo só porque eu tinha dinheiro?
Marido:
- Não! Foi só porque eu não tinha!


Cópia

Imagens engraçadas - Parece você


Pecadora

Augusto dos Anjos

Tinha no olhar cetíneo, aveludado,
A chama cruel que arrasta os corações,
Os seios rijos eram dois brasões
Onde fulgia o simb’lo do Pecado.

Bela, divina, o porte emoldurado
No mármore sublime dos contornos,
Os seios brancos, palpitantes, mornos,
Dançavam-lhe no colo perfumado.

No entanto, esta mulher de grã beleza,
Moldada pela mão da Natureza,
Tornou-se a pecadora vil. Do fado,

Do destino fatal, presa, morria
Uma noute entre as vascas da agonia
Tendo no corpo o verme do pecado!

Fica a dica

Imagens engraçadas - Fica a dica :



sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

Mesma fuleiragem


BIBICA DI BARREIRA,PRÉ CANDIDATO A
PRESIDENTE DO BRASIL.
Boas notícias, afinal. Nos últimos 500 anos não houve nenhum aumento de corrupção. Continuamos nos mesmos 100%.
        
                 


Lançamento



Dentadas

"A vida necessita de ilusões.Então,
para viver,necessitamos de arte a
cada momento."
                          Caco Dentão
   

Ajuda

Resultado de imagem para HUMORTADELA


Seio de virgem

Alvares de Azevedo

O que eu sonho noite e dia, 
O que me dá poesia
E me torna a vida bela,
O que num brando roçar
Faz meu peito se agitar,
E o teu seio, donzela!

Oh! quem pintara o cetim
Desses limões de marfim,
Os leves cerúleos veios
Na brancura deslumbrante
E o tremido de teus seios?

Ouando os vejo, de paixão
Sinto pruridos na mão
De os apalpar e conter...
Sorriste do meu desejo?
Loucura! bastava um beijo
Para neles se morrer!

Quenga sincera

Imagem relacionada


Lero de biriteiro

Imagem relacionada


Essa porra não acaba nunca



quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Dentadas

"As coisas não acontecem como
a gente quer.Nem mesmo como
a gente não quer.As coisas nunca
pedem a nossa opinião."
              CACO DENTÃO
    

Loira porra louca



Doença grave



Tudo resolvido



Assédio e sedução

 MAURICIO SANTOS

Assédio provoca tédio 
Raiva, nojo e frustração 
Para inibir o melhor remédio 
É lei severa e punição
Já paquera é sedução 
Palavra doce, elogio 
Que acelera o coração 
E provoca arrepio
Não precisa de fiu-fiu 
Xaveco nem armação 
Quem possui estilo e brio
Age com educação
Para o assédio diga não 
P’ra paquera diga sim 
Assedio cheira a barrão 
Paquera cheira a jasmim


Cocô

Resultado de imagem para TIRINHAS MAIS ANTIGAS


Noticia confirma inverno no Nordeste

Paula Fernandes toma
banho de ducha na
Indonésia.
Paula Fernandes (Foto: Reprodução)


Calor do caralho



quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Diarreias mentais - LXXIX


O gato

O gato (Felis silvestris catus), também conhecido como gato caseiro, gato urbano ou gato doméstico é um animal da família dos felídeos. Em que pese ser conhecido como caseiro (ou doméstico), o gato é reconhecidamente um predador. Ocupando o topo da cadeia alimentar, o gato é um carnívoro e como tal um comedor natural de diversos outros animais (roedores, pássaros, lagartixas e alguns insetos).  
Entretanto, quero enfocar aqui o grande senso de orientação que têm aqueles felinos. Primeiramente, todos sabemos que o gato gosta da casa em que vive e não dos seus moradores. Conhecemos casos de pessoas que se mudaram, levaram o seu gato, e, inexplicavelmente, ele retornou ao seu antigo lar.  
Foi, exatamente, o que aconteceu nesse causo. Numa grande cidade, uma família alugou uma casa, onde, anteriormente, havia morado outra família que criava um gato. Um belo dia, magro e surrado da grande caminhada de volta, apareceu o gato da antiga família. 
– Eu não quero esse gato aqui em casa, nosso filho é alérgico! – reclamou a mulher. 
Todos os dias, o marido pegava o gato, colocava num saco e, no caminho do trabalho, soltava o bichano. Quando voltava do seu expediente, o gato já havia retornado à sua casa. E este vai-e-vem aconteceu várias vezes, para desespero da mulher.  
– Renato! Eu não quero este gato! Você precisa deixar esse miserável o mais longe possível daqui de casa.  
E foi o que o marido fez. Num domingo, após o café da manhã, o cara enfiou o gato numa caixa e partiu de cidade a fora. Mandou-se para um distante bairro periférico daquela metrópole. Entra em rua. Sai de rua. Desce ladeira. Sobe ladeira. Horas depois, soltou o indesejado gato e ainda afirmou: “quero ver você voltar, seu porra! ”. 
Chegou a hora do almoço e o marido não voltou para casa. Sua esposa, em casa, começou a se preocupar. Três horas da tarde, nada do marido. Cinco horas da tarde, cadê o homem? 
Já era noite, quando o telefone da residência chamou.  
Era o marido: 
– Dolores! O gato voltou? 
– Já está aqui, desde cedo. 
E veio o emocionante apelo: 
– Pergunte a esse filho da puta onde eu o deixei. Eu estou perdido, mulher!

Ciduca Barros é escritor e colaborador do Bar de Ferreirinha

Lero de loira

A loira pergunta para o filho:
- O que você aprendeu hoje na escola, meu filho?
- Aprendi álgebra!
- Ah, mas que bom! E como é que se diz "bom dia" em álgebra?


Fodidos do mesmo jeito

Resultado de imagem para PIADAS DO BAR DE FERREIRINHA